Pular para o conteúdo principal
Café

Quais são as principais doenças que afetam o cultivo de café?

Principais doenças de café

Por portal.agricultura. Publicado em 06/08/2021 às 15:15 - Atualizado em 20/06/2023 às 15:34

plantacao de café

O café, assim como outras culturas agrícolas, pode ser afetado por diversas doenças. Algumas das principais doenças que afetam o café são:

  1. Ferrugem (Hemileia vastatrix): A ferrugem é uma das doenças mais destrutivas para o cafeeiro. Ela causa manchas amareladas nas folhas, que evoluem para lesões esbranquiçadas, e resulta na queda prematura das folhas, comprometendo a capacidade da planta de realizar a fotossíntese. Pode levar à diminuição da produtividade e até à morte das plantas.

  2. Mancha aureolada (Pseudomonas syringae pv. garcae): A mancha aureolada é uma doença bacteriana que afeta principalmente as folhas do cafeeiro. Ela se manifesta por meio de manchas circulares de cor marrom ou bronzeado, com um halo amarelo ao redor. Em casos severos, pode causar a queda das folhas e redução do rendimento.

  3. Phoma (Phoma spp.): A phoma é uma doença fúngica que afeta tanto as folhas quanto os frutos do café. Ela se manifesta através de manchas escuras nas folhas e nos ramos, podendo se espalhar para os frutos. Em condições favoráveis, pode causar a queda prematura dos frutos e reduzir a qualidade e a quantidade da colheita.

  4. Antracnose (Colletotrichum spp.): A antracnose é uma doença fúngica que afeta os frutos do café. Ela se caracteriza por manchas escuras e afundadas nos frutos, podendo levar à sua podridão. A antracnose pode resultar em perdas significativas na produção e qualidade dos grãos.

  5. Oídio (Erysiphe spp. e Oidium spp.): O oídio é uma doença fúngica que afeta as folhas, brotos e frutos do café. Caracteriza-se pelo aparecimento de um pó branco na superfície das partes afetadas. O oídio pode reduzir o crescimento das plantas, diminuir a produção e afetar a qualidade dos grãos.

Essas são apenas algumas das principais doenças que afetam o café. É importante destacar que o manejo integrado de doenças, por meio de práticas de prevenção, monitoramento e controle adequado, é fundamental para minimizar os impactos dessas doenças na produção de café. Os produtores devem buscar orientação técnica e adotar medidas preventivas, como a utilização de variedades resistentes, rotação de culturas, poda adequada e o uso criterioso de fungicidas e bactericidas, quando necessário.

Palavras-chave
doença de café

custom tag